Amores da natureza

convite_aapnhA Associação dos Artistas Plásticos de Novo Hamburgo- AAPNH apresenta a Mostra de Arte “Amores da Natureza” na Galeria Municipal de Arte do Espaço Cultural Dr. Liberato, em Campo Bom, de 24 de Abril a 23 de maio.
As obras são principalmente de animais domésticos e selvagens, das flores que as artistas mais amam e as rodeiam, em desenhos com lápis de cor ou pastel, telas em acrílico e óleo sobre tela.
As artistas plásticas participantes são Ana Alice B. Gaertner, Glacy Maria Feller,  Gudrun Sponlein, Irení Miiller, Lídia Félix, Maria Hedy da Silva, Melissa E. Lopes e Terezinha B. Petry.
A Associação dos Artistas Plásticos de Novo Hamburgo está estabelecida no Espaço ALBANO Hartz, centro de Novo Hamburgo e em junho deste ano completará 33 anos de atividades. A associação promove mostras de arte e oficinas.
Esta exposição Amores da Natureza foi pintada com muito carinho que ora expõem e dedica a todos os campo-bonenses e turistas.
As obras estão expostas no Espaço Cultural Dr Liberato, na Rua dos Andradas, 67, Centro de Campo Bom.

O horário de visitação é de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h30min, e sábados, das 9h às 12h30min. Para agendamentos e dúvidas, o contato pode ser feito pelo e-mail espacocultural@campobom.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3597- 4547, nos horários descritos acima.

Anúncios

Travessia

A mostra do artista Juarez Sander, com a participação do artista convidado Ives Vergara, reúne obras que mostram as verdades misturadas ao imaginário, cenas possíveis e prováveis de uma época revolucionária. As obras carregam o passado, retratam o presente e projetam o futuro da humanidade em poucas gerações. A intenção é chamar o apreciador para uma reflexão sobre a humanidade e como a tecnologia vem fazendo parte do cotidiano humano, e quais os limites da interação tecnológica na sociedade. A partir da construção, organização e aplicação do conhecimento pela humanidade, a vida cotidiana vem sofrendo mudanças substanciais.
A rotina sossegada do campo logo foi substituída pela agitação das grandes metrópoles, o tempo foi ficando escasso e nos emaranhamos em tramas intermináveis de um universo de informações e compromissos. E o sossego e a paz foram dando lugar para o stress trazido pelas telas, as interações virtuais, a vida tecnológica substituindo a vida orgânica massacrando-a.  A produção industrial em escala, a valorização inconsequente do que é novo, uma sociedade que consome sem perceber o impacto do seu consumo e um sistema opressor e excludente que fortalece a desigualdade ao redor do mundo.
O futuro está traçado nas tendências e comportamentos do presente, todos podem ver o futuro, e ele é nebuloso, se os padrões se mantiverem. Os valores se modificaram, a globalização trouxe um emaranhado de mudanças no cotidiano, a busca pelo acumulo de bens se tornou o jogo da vida, e o ser ficou de lado. Lixo, poluição, riqueza, desigualdade, e todas as patologias sociais encadeadas pela valorização do TER frente ao SER. E assim nossas posses materiais nos afastaram de nós mesmos, e nos afastaram um do outro, ao passo que a ciência vai descobrindo novas maneiras para prolongar a nossa existência neste jogo de acúmulo e posses. E então aumentamos nossa expectativa de vida, sem saber que nem estamos vivendo, estamos só trabalhando, como máquinas. Pra que viver mais assim, qual a diferença?
E entre cartelas de Rivotril, maços de cigarro e martelinhos de cachaça, vamos entorpecendo nossas frustrações até sermos tomados pela realidade, pela concepção de uma nova vida, pela vida como ela deve ser, e o SER retorna das profundezas do materialismo, enquanto nossas definições de vida são atualizadas, e quem sabe finalmente acordemos para um verdadeiro estado de plenitude.  Por enquanto, admiramos passivamente a transformação da realidade em nosso ambiente e em nossa mente, mas, só por enquanto!
A mostra ocorre na Galeria Municipal de Arte de Campo Bom, no Espaço Cultural Dr. Liberato, de 27 de março a 22 de abril de 2019. A visitação é de segunda-feira à sexta-feira das 08:00 às 17:30 e sábado das 09:00 às 12:30. Para dúvidas e agendamentos, entrar com contato pelo telefone (51) 3597-4547 ou pelo e-mail espacocultural@campobom.rs.gov.br.
CONVITE_EXPOSIÇÃO_ABERTURA

Exposiçao Estephanio Fusbach: O Legado de Um Imigrante

A Associação Pró-Memória do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental de Campo Bom e o Espaço Cultural Dr. Liberato promovem a partir do dia 2 de janeiro a 25 de fevereiro de 2019, a exposição Estephanio Fusbach: O Legado de Um Imigrante.

Em comemoração ao 60º aniversário de posse do primeiro Prefeito Municipal, nesta edição Estephanio Fusbach, filho de imigrantes alemães, retrata diferentes temáticas, através da técnica de pintura a óleo sobre Eucatex, dando ênfase a placas de madeira.

A mostra ocorre na Galeria Municipal de Arte de Campo Bom, é com entrada franca. A visitação é de segunda-feira à quinta-feira, das 08h30min às 17h30min e sexta-feira das 07h30min às 13h30min. Para dúvidas e agendamentos, entrar com contato pelo telefone (51) 3597-4547 ou pelo e-mail espacocultural@campobom.rs.gov.br.

convite pro-memoria

Telecentro forma turmas da comunidade

Promover a inclusão digital de pessoas sem acesso às novas tecnologias de informação, além de orientações sobre o bom uso de ferramentas como a Internet. Com essa finalidade, o Telecentro do Espaço Cultural Dr.Liberato oferece cursos que introduzem conceitos básico de informática e familiarizam os alunos com o uso de ferramentas de comunicação como o smartphone.

São promovidos pela Secretaria de Educação e Cultura e realizados pelo Telecentro o curso de informática básica “Primeiros Passos”, o curso de uso do smartphone  “Geração Antenada” e curso de editor de apresentações “Minhas Memórias”. As aulas acontecem uma vez por semana, com duração de 1h30min. Na conclusão do curso, os alunos participantes recebem o certificado e podem continuar participando das oficinas de acordo com as etapas concluídas.

Segundo a professora de Informática Educativa, Maria Cleusa Bonato Malheiros, o Telecentro Comunitário do Espaço Cultural Dr. Liberato (localizado na Rua dos Andradas, 67, Centro), oferece diversos serviços gratuitos à comunidade, como acesso à internet para consulta e pesquisas em geral, confecção de currículos, realização de cursos e oficinas, entre outras atividades. “Vejo que muitos dos alunos, além do desejo de aprender, gostam de frequentar as aulas para conhecer novas pessoas e cultivar novas amizades” fala Maria.

Como o aposentado Ademar Milton Haag,de 70 anos, que fez o curso de informática básica. “Para mim, essa nova ferramenta é interessante para que eu possa acompanhar a nova geração, para me comunicar com os meus filhos e netos. Além de ser uma forma de entretenimento, viajamos sem sair de casa”, fala Ademar.

E a aposentada Beloni Machado Pacheco, de 70 anos, que já fez muitos cursos no Telecentro. “Aprendi bastante nos cursos. Recebemos uma atenção especial e individual que nos ajuda muito no aprendizado”, afirma Beloni.

Mais informações

Para usufruir deste espaço basta comparecer ao local, portando um documento de identificação e comprovante de residência para fazer o cadastro. Podem cadastrar-se pessoas de qualquer idade. Os moradores de Campo Bom também podem realizar a impressão de 10 cópias por mês.  Outras informações e horários podem ser obtidos pelo telefone 3597-4547 ou pelo email telecentro@campobom.rs.gov.br.

Séries Gráficas V

Séries Gráficas V

Unindo trabalhos plásticos dos artistas Adriana Tesche e Pixain Flores, a exposição Séries Graficas V: Impressões do Cotidiano Reproduzido estará em mostra no Espaço Cultural Dr. Liberato entre os dias 7 de novembro a 7 de dezembro de 2018.
Segundo os artistas, Adriana e Pixain, as obras apresentam técnicas pré-históricas e processos industriais, utilizadas por duas pessoas que se comprometeram, há alguns meses, a trocar ideias e evoluírem pensamentos e trabalhos para a montagem desta exposição.
Unindo algumas temáticas que os acadêmicos do Curso de Artes Visuais da Universidade Feevale tem em comum, surgem trabalhos que dialogam a vida urbana e criativa com o cubo branco. Para muito além de retratar simplesmente estilos e culturas, são transportadas para dentro da exposição, suas sínteses artísticas.
Desenhos, tatuagens, adesivos e estampas são explorados e utilizados de maneiras não tão convencionais. Um varal de estampas “pra costurar na roupa” se instala e corta o ambiente. Uma parede de retalhos de adesivos é composta, ali mesmo, convidando o espectador a participar também. Desenhos que já foram tatuados em pessoas desconhecidas agora formam composições emolduradas… E mais obras que se conectam, direta ou indiretamente, da mesma maneira que duas pessoas juntas após um tempo começam a perceber que não são tão diferentes assim.
Os artistas são colegas de estudo e produção, integrantes do coletivo de serigrafia Projeto Circular da mesma Instituição, e a montagem no Espaço Cultural Dr. Liberato, no centro de Campo Bom, foi construída com o intuito de abrirem novas perspectivas do olhar para as diferentes culturas que surgem nesse grande catalisador de transformações que é a cidade.

A exposição é gratuita, e o horário de visitação do Espaço é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30min e aos sábados das 9h às 12h30min.

 

Feira do Livro – Hora do Conto

Feira do Livro – Hora do Conto

Durante a  34ª Feira do Livro de Campo Bom, foi realizada, no Espaço Cultural Dr. Liberato, a Hora do Conto .

A contista Vitória Duarte Wingert narrou a história “O Sapo Josué”, da escritora Márcia Funke Dieter, patrona da feira, para alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental.

Os registros abaixo são dos pequenos das turmas pré I e II da EMEI Casinha da Alegria.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Exposição Empoderamento-Realidades Femininas

Exposição Empoderamento-Realidades Femininas

A exposição “EMPODERAMENTO – REALIDADES FEMININAS”, estará aberta para visitação a partir de hoje. É composta por fotografias de duas formandas do curso de Fotografia da Universidade Feevale, conta com dois projetos intitulados de “As marcas da beleza – fotografia de mulheres que passam por sacrifícios em nome da beleza” de Angélica Spengler e “Na pele – Fotografia de maquiagem feminina” de Débora Schacht, ambas fotógrafas.

O projeto fotográfico “As marcas da beleza – fotografia de mulheres que passam por sacrifícios em nome da beleza” é uma série de fotografias para revelar os sacrifícios da figura feminina em nome da beleza. Marcas de calças, calcinhas, sutiãs e meias dão o tom simbólico para as imagens de forma que conseguimos através delas contar as histórias do passado e também contemporâneas da condição feminina.

Já o projeto “Na pele – Fotografia de maquiagem feminina” visa mostrar através das fotografias como a maquiagem pode valorizar a beleza das mulheres, trabalhando sua imagem pessoal e autoestima.

FOTÓGRAFAS: Angélica Spengler e Débora Schacht.

Período: de 15 de outubro a 20 de novembro de 2018.
Horários: de segunda a sexta-feira, das 08h30min às 17h30min e aos sábados das 9h às 12h30min. Agendamentos podem ser feitos por telefone ou através do e-mail espacocultural@campobom.rs.gov.br.

Visitação: gratuita